Instituições Federais se mobilizam contra o novo coronavírus

Publicação: - 14/05/2020 - 11:02 - Última modificação 18/05/2020 - 17:02

Associação divulga dados que indicam a efetividade de ações que estão sendo desenvolvidas por mais de 40 IFES neste período de pandemia

por Autor: Cristiano Alvarenga

As instituições federais têm atuado efetivamente em várias frentes no combate ao novo coronavírus (Covid-19). A afirmação está amparada em pesquisa realizada pelo Colégio de Gestores de Comunicação da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Cogecom/Andifes), divulgada nesta segunda-feira, 11/05.

Os hospitais universitários ofertam 2.717 leitos; nos laboratórios, estão em andamento 823 pesquisas; e já foram realizados mais de 55 mil testes para detectar a Covid-19. Os dados foram coletados em 46 instituições de ensino e contemplam também informações sobre a fabricação de equipamentos de proteção individual (EPIs), produção de álcool em gel, realização de ações solidárias e educativas e parcerias firmadas com os governos estadual e municipal.

“Estamos sofrendo uma defasagem orçamentária que, se não houvesse, possibilitaria respostas mais robustas”, pondera o presidente da Andifes e reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), João Carlos Pires da Silva.

UFU

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) participou do levantamento da Andifes e direciona suas atividades ao combate à pandemia. Ações educativas e sociais, produção de protetores faciais, recuperação de ventiladores respiratórios, realização de testes e pesquisas estão entre as iniciativas da instituição.  

A UFU registra cinco pesquisas relacionadas ao novo coronavírus, duas ações voltadas para a realização de testes, dois projetos de fabricação de EPIs e outras duas iniciativas vinculadas à produção de álcool. Também foram contabilizadas quatro campanhas educativas e cinco ações solidárias. O Hospital de Clínicas (HC/UFU) disponibiliza 20 leitos para atendimento a pacientes da Covid-19 (16 leitos comuns e quatro para UTI).

O reitor Valder Steffen Júnior ressalta o papel das instituições de ensino superior: “A ciência nos afasta dos achismos, nos dá esperança, uma vez que temos grupos de pesquisas qualificados nas mais diversas áreas do conhecimento espalhados pelo mundo afora e trabalhando em rede, buscando soluções.”

Fonte: http://www.comunica.ufu.br/noticia/2020/05/instituicoes-federais-se-mobi...