Pela primeira vez paciente internada na UTI do HCU recebe a visita de seu pet

Publicação: - 03/07/2019 - 17:21 - Última modificação 04/07/2019 - 17:29

Luiza Helena Araújo Mendes tem 81 anos e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia (HCU-UFU) a mais de 30 dias. Encaminhada pela cidade de Ituiutaba, ela veio para uma consulta, mas houve a necessidade de internação.

A acompanhante de Helena, Vilma Pereira de Almeida, conta que durante todo este tempo ela tinha dois desejos: voltar para casa e ver sua cachorrinha Nita, que considera como filha e que foi adotada há três anos. A vontade foi reafirmada pela paciente em conversa com um dos enfermeiros, que prontamente comunicou à equipe.

Diante disso, a enfermeira Lívia Santana Barbosa, a médica Gabriela Mendes, a psicóloga Rosângela Caratta e a coordenadora da unidade Juliane de Melo Silva se reuniram para analisar a possibilidade de realizar o desejo da paciente e oferecer mais acolhimento, um dos objetivos da Política Nacional de Humanização (PNH) Humaniza SUS. Após a reunião, a família foi orientada sobre os preparativos que eram necessários para a visita do animal a UTI sem oferecer riscos à paciente ou sofrer algum dano.

A psicóloga Rosângela Caratta contou que “o cuidado intensivo, organizado e coordenado, rotina da Unidade de Terapia Intensiva, se estendeu ao pedido de Helena”.

Já a médica Juliane de Melo Silva acredita que este movimento deve ser cada vez mais estimulado dentro de todas as medidas de segurança. “Há vários indicativos e casos que o paciente apresentou melhora após a visita de algo ou alguém que é especial. No caso da Helena, a sua cachorrinha Nita, e nós entendemos que sua presença, no mínimo, proporcionaria um alívio”.

Mesmo a paciente estando levemente sedada, no momento da visita ela abriu os olhos e conseguiu levantar o braço para fazer carinho na Nita, que se comportou muito bem dentro do quarto, lembra Vilma.

“Só tenho a agradecer ao HC e, em especial à equipe da UTI, que respeita as particularidades de cada um, sempre atentos aos detalhes, proporcionando um cuidado integral ao paciente e estendendo este cuidado a família”,  diz Vânia Aparecida A. Mendes de Oliveira, uma das irmãs de Helena.

É a primeira vez que um pet visita um paciente na UTI do HCU-UFU. A medida inovadora busca, prioritariamente, proporcionar um tratamento ainda mais humanizado, trabalho que vem sendo construído dia após dia pelos profissionais do hospital.