Projetos Institucionais

Diversos projetos visando a melhoria da assistência, do ensino e da pesquisa são realizados pela equipe do HC-UFU.

Hospital Sentinela

       O HC-UFU integra a rede de Hospitais Sentinela da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Desenvolvido pela Anvisa em parceria com os maiores hospitais do país, este projeto tem como objetivo ampliar e sistematizar a vigilância de produtos utilizados em serviços de saúde e, assim, garantir produtos de qualidade no mercado com segurança para pacientes e profissionais.
Em cada hospital sentinela existe uma Gerência de Risco responsável por notificar defeitos de produtos, artigos e equipamentos médico-hospitalares e alterações físico-químicas, falsificações, irregularidades de rotulagem, falha terapêutica e reações adversas a medicamentos.

Núcleo de Memória

         O Núcleo de Preservação da Memória do Hospital de Clínicas de Uberlândia – (NPM / HC-UFU), fundado em março de 2003, resgata, organiza e dá continuidade à preservação da memória do Hospital de Clínicas. Em seu acervo possui fotos da criação do campus Umuarama e da antiga Escola de Medicina e Cirurgia de Uberlândia, bem como documentos sobre a criação do hospital e objetos doados por pessoas que participaram da fundação do HC-UFU.
O NPM está localizado na recepção do hospital, funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h. Telefone para contato: 3218-2625

Telemedicina

         O HCU-UFU integra o Projeto Minas Telecardio, que teve iniciou em Minas Gerais em 2006, com financiamento da Fapemig e apoio da Secretaria de Estado da Saúde, tornando-se modelo internacional. Mais recentemente revigorado pelas ações do Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio do Projeto Rede Universitária de Telemedicina (RUTE) e pelo Ministério da Saúde (Telessaúde), é hoje uma rede assistencial e educacional dirigida por cinco universidades pólo, além de Uberlândia, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Uberaba e Montes Claros. Em média, são realizados, diariamente, 500 atendimentos voltados para a análise de eletrocardiograma e demais orientações, com quase 300 cidades atendidas e cobertura populacional estimada em 2,5 milhões de pessoas, além das tele consultas em várias especialidades.

Programa de Atendimento e Internação Domiciliares

        Melhorar a qualidade de vida do paciente e de sua família, humanizar o atendimento, diminuir o tempo de permanência no hospital e reduzir os custos do Sistema Único de Saúde (SUS). Estes são os objetivos dos programas de internação e atendimento domiciliar oferecidos pelo HC-UFU que muito contribui para a recuperação e qualidade do tratamento oferecido aos pacientes.

Programa de Atendimento Domiciliar

         Criado em março de 1996, o programa atende pessoas com seqüelas de doenças como acidente vascular cerebral (AVC), traumatismo raquemedular (TRM), traumatismo crânio encefálico (TCE), doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) em uso de oxigenoterapia e idosos acamados.
A permanência do paciente no PAD depende da complexidade do seu estado de saúde e pode ser de curta (até 30 dias), média (até 60 dias) e longa duração.
Além do atendimento ao doente, a equipe repassa à família orientações quanto aos cuidados e ao tratamento que o paciente deve receber.

Programa de Internação Domiciliar

          O Programa de Internação Domiciliar (PID) é a continuação da internação no Hospital de Clínicas (HCU) de pacientes clinicamente estáveis, mas que continuam a exigir um atendimento diário de uma equipe multiprofissional.
Fazem parte do programa pacientes com doenças crônicas, com reinternações freqüentes e aqueles que já estão em condições de receber alta médica, mas ainda necessitam de cuidados específicos, como por exemplo, tomar medicação venosa.